CBF dá pra trás e Copa Sul-Minas-Rio corre risco de não sair do papel

A entidade máxima do futebol brasileiro, então, condicionou a implantação da nova competição à readequação de seu calendário para que não des respeite as normas trabalhistas ou atrapalhe os clubes nas demais competições já previstas durante o ano para as equipes envolvidas.
https://plus.google.com/+Terra/posts/DzmTjXH7n8w

Anúncios