Messi sente pressão, erra pênalti e Argentina perde de novo a Copa América para o Chile | @Reinaldo_Cruz

O ensaio para festa foi perfeito, era hoje que o sofrido povo Argentino voltaria a comemorar um título com sua Seleção principal. O melhor jogador do mundo, Lionel Messi, estava no melhor de sua forma, integrando um grupo coeso e unido que sempre jogou em alto nível na competição, em nenhuma partida a equipe oscilou entre bons e maus momentos. Gigantes como Brasil e Uruguai sequer passaram da primeira fase e a Argentina era a única campeã do mundo que sobrara no torneio e com ela a responsabilidade de vencer depois de 23 anos.

Maradona, que ainda é cultuado como um Deus na Argentina, pôs tempero na pressão, criticou Messi e esnobou a condição de melhor do Mundo do craque do Barcelona. Don Diego cobrou postura do camisa 10 argentino e o acusou de não ser um líder a altura das tradições do país.

Exageros à parte, toda essa atmosfera criada em torno da Argentina se voltou contra seus jogadores, o Chile que não participou do ensaio em que a Argentina deixava a fila na América, acabou se tornando um penetra indigesto na festa, roubou a cena e acabou se sagrando campeão mais uma vez, em cima da Seleção que tem o melhor jogador do Mundo. Com 29 anos, Messi pode ter chutado para lua as chances da sua geração de conquistar um título, a demora, agora ampliada para 25 anos, não vai permitir que Messi, Aguero, Di Maria e Iguaín  tenham juntos o prazer de uma conquista, a idade avançada deles na Rússia não permitirá que todos cheguem em forma na Copa do Mundo.

Leia mais… Messi manda pênalti para a lua, Argentina soma 7º vice e Chile é bicampeão da América – ESPN.com.br

Anúncios